FIQUE LIGADO

O que é índice de preço de criptomoeda?

Tempo de leitura: 3 minutos

A alta volatilidade do mercado  de moedas digitais requer que seus entusiastas estejam sempre atentos às cotações. Para ajudar os usuários a acompanharem os movimentos dos ativos foram criados índices de preços de criptomoedas, que nada mais são que plataformas ou sites que informam sobre a capitalização e a cotação de criptomoedas.

Alguns exemplos populares nesse universo são o CryptoCompare, WorldCoinIndex e o CoinMarketCap. Todos são usados principalmente na obtenção de informações instantâneas de preço de inúmeras moedas digitais, mais também podem ser fonte de informações para benchmarking, monitoramento e comparação de crescimento dos ativos.

Eles seguem os mesmos princípios de índices usados pelo mercado de ações, ou seja, indicam a saúde financeira de um ativo.

A maior diferença é, obviamente, o fato dos índices tradicionais do mercado de ações listarem informações de preço das ações de empresas, enquanto os índices de criptografia listam as informações de preços de criptomoedas baseadas em blockchain.

Conheça a CoinBene

Outra diferença é que, quando os índices de preço de criptomoedas tendem a listar a maioria dos tokens disponíveis, os índices do mercado de ações tradicionais listarão apenas um número limitado de ações, com algum denominador comum entre eles – geralmente tipo de setor ou tamanho de mercado.

De onde vem os dados dos índices de preços de criptomoedas?

No geral, de corretoras de criptomoedas e fintechs. O motivo é simples: são nesses lugares que o preço de um ativo é definido, dependendo do valor de compra e venda que os investidores estão dispostos a aceitar. Dessa forma, fica claro que esses montantes representam de maneira precisa o valor que um ativo pode alcançar.

Os preços de uma criptomoeda pode sofrer pequenas variações de uma exchange para outra, por isso é necessário coletar dados de diversas companhias a fim de obter um valor crível.

Os dados de negociação de cada empresa são disponibilizados por APIs (Interface de Programação de Aplicativos, em português) para esses sites e plataformas.

Que dados são esses?

As informações são coletadas de acordo com que cada índice deseja disponibilizar. Em geral, além de preço e valor comercial das transações, eles também costumam pegar:

IDs de moedas: siglas dos ativos, por exemplo XRP (Ripple) e BCH (Bitcoin Cash).

IDs de negociação: identificadores comerciais exclusivos usados para estabelecer o volume de comércio.

Timestamps: registro da hora exata em que uma transação foi realizada. Essa informação guarda outros materiais relevantes, como dados de preços em tempo real, volume de negociação de cada ativo em cada 24 horas, preço máximo e mínimo de abertura e fechamento.  

Taxa de câmbio: taxas de câmbio atualizadas entre os inúmeros pares de negociação disponíveis no mercado.

Como calcular os preços das criptomoedas?

Para calcular o preço de uma criptomoeda, os índices usam normalmente uma média ponderada do volume de 24 horas. Esse método fornece o preço médio no qual um ativo criptográfico é negociado durante o período em questão.

Matematicamente pode ser apresentado como segue:

 

Sendo:

PMPQ: Preço médio ponderado pela quantidade

Pj: preço da negociação no período j.

Qj: quantidade negociada no período j.

j: é o período do qual ocorreu a negociação.

j(Pj* Qj): somatório do volume negociado ao valor P no período j.

j Qj: somatório do volume negociado no período j.

A capitalização de mercado é uma forma de classificar o tamanho relativo de um ativo. A fórmula utilizada para chegar ao valor é a seguinte:

Preço x fornecimento circulante

Lembramos que, o fornecimento circulante é o número de moedas que estão circulando no mercado e uma estimativa das que estão nas mãos do público em geral.

Comentários

COMPARTILHAR
Notícias relacionadas
Taxas exclusivas e sob medida para você na CoinBene
CVM divulga em maio parecer sobre investimentos em criptomoedas
Aroon, a “luz” que indica tendências aos traders