Reading Time: 1 minuto

Os roubos de criptomoedas e fraudes de investidores avançaram mais de 400% em 2018, totalizando cerca de US$ 1,7 bilhão, segundo um relatório da empresa de segurança CiperTrace.

O levantamento sobre atividades criminosas no mercado das criptomoedas indica que US$ 950 milhões envolveram roubos de criptomoedas das plataformas de negociação e de serviços de infraestrutura, como carteiras.

As ocorrências do tipo avançaram 260% em relação aos US$ 266 milhões que foram roubados de wallets e empresas em 2017.

Segundo a pesquisa, os países que mais tiveram roubos em bolsas de criptomoedas foram Japão e Coreia do Sul, responsáveis por 58% dos casos em 2018.

Os idealizadores do estudo afirmam que os resultados surpreenderam, pois ano passado o valor das criptomoedas teve quedas consideráveis.

O relatório também constatou que investidores e usuários de plataformas de câmbio tiveram prejuízos de cerca de US$ 725 milhões provocados por golpes como ICOs falsas, ataques de hackers e esquemas de pirâmide.

Aprenda a evitar ataques

A CoinBene te ajuda a se proteger dos cibercriminosos. Por isso pedimos a realização de um checklist de segurança para manter sua conta e seus fundos à salvo.

Para realizar operações em nossa plataforma é fundamental que os usuários definam um PIN de segurança e sincronizem o Google Authenticator (autenticador de dois fatores) em suas contas.

Não sabe como fazer as configurações de segurança na CoinBene? É bem fácil. Confira no vídeo abaixo:

Venha para a CoinBene!

Com mais de 200 ativos digitais, te ajudamos a conhecer o mundo além do Bitcoin. Cadastre-se grátis em nossa plataforma e vamos aos negócios!

SHARE
RELATED POSTS
Airdrop do Tron (TRX) é concluído com sucesso
Desenvolvedor revela plano ambicioso para Bitcoin SV
Desenvolvedor revela plano ambicioso para Bitcoin SV
BCE não pretende emitir moeda própria, diz Mario Draghi

Comments are closed.