EDUCAÇÃO

Conhece arbitragem de criptomoedas? Nós te explicamos

Conhece arbitragem de criptomoedas? A gente te explica, e ainda conta uma novidade
Tempo de leitura: 1 minuto

Já ouviu falar do conceito de arbitragem de criptomoedas? Não? Então a gente te explica!

Agora, se você já sabe do que se trata, rola a página para baixo que nós temos uma novidade bacana sobre o tema.

O que é arbitragem de criptomoedas?

O processo é simples: você compra um determinado ativo digital por um preço mais baixo em uma exchange, e depois vende em outra corretora, que está com o preço mais elevado. Graças a essa rapidez na operação, o trader consegue obter lucros quase que instantâneos. Bacana, não?

Porém, para realizar esse processo é necessário que os traders fiquem atentos a alguns detalhes, como as taxas que são cobradas pelas exchanges. Às vezes elas acabam consumindo todo esse lucro que é obtido na operação, o que acaba inviabilizando o processo.

Conheça a CoinBene

E como as criptomoedas são muito voláteis, a arbitragem é um meio menos arriscado do trader obter lucros. Assim que a compra é feita, o ativo deve ser colocado à venda na corretora que oferece as melhores condições para isso.

Ferramentas disponíveis

Uma opção para realizar arbitragem é ter um bot para operações de criptomoedas. Porém, saiba que esses bots têm vantagens e desvantagens.

Agora, outra opção é contar com a Biscoint, a mais nova parceira da CoinBene!

Pela plataforma da Biscoint, você pode comparar os preços de diversas corretoras de Bitcoin do Brasil e de outros países. A plataforma mostra, de maneira rápida e fácil, os preços mais baixos do Bitcoin.

Ah, e você vai ver que a CoinBene sempre estará entre os melhores preços do mercado, hein. Não fique fora dessa!

Comentários

COMPARTILHAR
Redação CoinBene
Bem-vindo à (r)evolução do dinheiro. Sem notas, sem bancos, sem burocracia. Esse é o futuro!
Notícias relacionadas
Lastro das criptomoedas
Tudo o que você precisa saber sobre o lastro do Bitcoin
O que é um airdrop no mundo dos ativos digitais?
Ordem ativa e passiva: saiba o que são e conheça suas funções