EDUCAÇÃO

Aroon, a “luz” que indica tendências aos traders

Tempo de leitura: 2 minutos

Na hora de decidir comprar, manter ou vender um ativo, os traders precisam avaliar indicadores técnicos para aumentar a possibilidade de acerto da operação. Para te ajudar a se preparar para isso, estamos “desvendando” um deles por semana. O escolhido de hoje é o indicador Aroon.

Criado em 1995 pelo trader indiano Tushar Chande, o Aroon tem como objetivo mensurar a intensidade de uma tendência.

Em sânscrito, língua ancestral da Índia e do Nepal, Aroon significa “a primeira luz do amanhecer”, título que reforça a intenção de mostrar um caminho a ser seguido por um ativo.

Aí você diz: mas outros indicadores também fazem isso. Sim, porém não da forma que esse faz, uma vez que ele se concentra no tempo em relação ao preço. O que significa que ele identifica fases de consolidação, além de identificar inversões de tendência e sua respectiva força .

Conheça a CoinBene

Entendendo o Aroon

O indicador é baseado em duas linhas, uma de alta (Aroon Up), na cor verde, e uma de baixa (Aroon Down), na cor vermelha, que variam em função do tempo utilizado, bem como a máxima e a mínima.

Como todo indicadores do tipo, ele varia entre 0 e 100, com regiões intermediárias em 70, 50 e 30, onde o trader pode estimar pontos de entrada e saída do mercado.

Ok. E como você interpreta os movimentos?

Quando as linhas Aroon (de alta e baixa) assumem valores menores e próximos é sinal de que estamos frente a um período de consolidação sem uma tendência clara.

Se a linha de alta fica abaixo de 50, a tendência de valorização perdeu força. Caso a linha de baixa esteja abaixo de 50, a perspectiva de queda é que ficou mais fraca.

Valores acima de 70 tanto na linha verde (Aroon Up) quanto na vermelha (Aroon Down) indicam estimativas de crescimento ou de queda significativas. Na hipótese dos números ficarem abaixo de 30, em qualquer uma das linhas, a tendência é fraca.

Quando o indicador chega próximo de 100, tanto para alta quando para baixa, estamos diante de uma nova tendência. Legal, né?

Para quem opera no mercado em curto prazo, o indicador aponta se o ativo está perdendo ou ganhando força de compra/venda. Já para os que atuam em longo prazo, ele ajuda a verificar se uma tendência vem ou não perdendo espaço devido a periodicidade da análise.

 

Comentários

COMPARTILHAR
Notícias relacionadas
Tokens utilitários e de segurança
Token utilitário e de segurança: o que são e quais são suas diferenças?
IR 2019: como declarar suas criptomoedas
Guia completo de como declarar Bitcoin e criptomoedas no Imposto de Renda
O que é uma carteira de Bitcoin?
O que é uma carteira de Bitcoin?