SEGURANÇA E TECNOLOGIA

Medidas de compliance evitam crimes com criptomoedas

Tempo de leitura: 2 minutos

Componentes de compliance como medidas anti-lavagem de dinheiro (AML) e conheça seu cliente (KYC) podem ajudar a combater crimes com criptoativos. Essa é a opinião de Matthew Unger, fundador e CEO da iComply, uma empresa de software da RegTech.

Em um artigo publicado pela Forbes, o executivo lembra a acusação de Robert Mueller contra oficiais russos acusados de usar bitcoin para financiar ataques hackers durante as eleições presidenciais de 2016. Isso ajudou a deixar a moeda com uma má impressão perante o público, levantando a reputação de que as moedas digitais são usadas apenas para lavar dinheiro.

Unger destaca que embora criptomoedas tenham sido usadas para fins ilicitos, não devemos encará-las como uma ferramenta para facilitar esse tipo de atitude. Ele ressalta que regulação e proibição também não resolverão esse problema definitivamente, pois criminosos sempre encontram novos métodos para realizar práticas ilegais. A maneira que a comunidade deve responder é mostrar como lidar com essa tecnologia e tirar proveito de suas características, usando-as para coisas boas.

Para o especialista, se medidas simples de KYC e AML estivessem em vigor em 2016, a operação que usava bitcoin para financiar as atividades dos russos não teria causado um impacto tão negativo para as criptomoedas. Além disso, tais práticas são vitais para proteção não só da comunidade de criptoativos, mas de todos.

Conheça a CoinBene

Ele ainda cita que, de acordo com a Investopedia, AML refere-se a um conjunto de procedimentos, leis e regulamentos destinados a impedir a prática de geração de renda por meio de ações ilegais”.

Unger destaca que isso é simples de ser executado e que as estruturas foram projetadas para evitar atividades ilícitas.

Além disso, ele menciona que o relatório Mueller dá uma boa visão de como a tecnologia blockchain e uma criptomoeda pública facilitaria a prevenção a lavagem de dinheiro, lembrando que se essas práticas ocorressem com dinheiro físico seriam muito mais difícil de ser rastreadas.

Na CoinBene

A CoinBene oferecer a melhor experiência para o usuário ao mesmo tempo em que garante a segurança dos mesmos, por isso aplicamos tanto medidas de AML como de KYC.

Comentários

COMPARTILHAR
Notícias relacionadas
Congestionamento gera suspensão temporária de saques em ETH
ETN
Retiradas de Electroneum (ETN) são liberadas
Conheça o purificador de água integrado ao blockchain!
Água e blockchain: conheça o purificador que dá tokens!