SEGURANÇA E TECNOLOGIA

Conheça golpes comuns contra usuários de criptomoedas

Conheça golpes comuns contra usuários de criptomoedas
Tempo de leitura: 4 minutos

A expansão dos criptoativos nos últimos anos é notória. Cada vez mais entusiastas e leigos estão tomando conhecimento do potencial que as moedas digitais possuem e sobre como elas tem condições de mudar o mercado financeiro.

Criptomoedas vieram para revolucionar o mercado, mas é necessário cuidado com cibercriminosos!

Porém, como na maioria das novidades tecnológicas, pessoas mal intencionadas se aproveitam disso para tentar levar vantagem em cima de outros usuários. E uma prática muito usada para conseguir fazer isso é chamada de phishing.

Trata-se de um golpe virtual que tem como objetivo “pescar” dados e informações pessoais importantes por meio de mensagem que são muito parecidas com as enviadas por sites legais, só que elas têm como objetivo lesar pessoas.

Os cibercriminosos copiam sites inteiros para obter informações, como detalhes do cartão de crédito ou senhas, e prejudicar a vítima.

Conheça a CoinBene

Quem sofre com o roubo de informações pode ser vítima de fraude, roubo de identidade, golpes, extorsões e etc. Para piorar esse é o tipo de golpe mais aplicado no país e a solução nunca é favorável ao indivíduo lesado.

E como combater isso?

Pesquisadores da empresa de antivírus Kaspersky realizaram um levantamento e constataram algumas das técnicas mais usadas por hackers para a realização de fraudes em usuários de criptoativos.

Na maioria das vezes elas são cometidas por e-mail, mas também podem acontecer por aplicativos de trocas de mensagens, como WhatsApp e Telegram.

Confira abaixo os métodos mais usados pelos golpistas:

Notificações falsas de redes sociais

Hackers enviam notificações falsas com o mesmo layout utilizado em e-mails de redes sociais populares, como Facebook e Twitter, informado sobre possíveis solicitações de amizade, comentários, curtidas, entre outros.

Porém, como elas seguem a mesma identidade visual dos comunicados enviados pelos sites verdadeiros, muitas pessoas acabam caindo nelas. A diferença delas para as mensagens reais é que nos e-mails enviados pelos golpistas há um link para a prática de phishing.

Quando o usuário clica nesse link, ele é redirecionado para uma página falsa que pede vários dados, como senha, login, data de nascimento, CPF, entre outras informações.

Segundo a Kaspersky, outra prática comum dessa modalidade de golpe é a inclusão de novas ferramentas para as redes sociais que precisam do consentimento do usuário. E se o usuário não fornecer essas informações, ele será bloqueado pela rede social. Em qualquer link que ele clicar, será redirecionado para a página de phishing que armazenará seus dados de login e senha.

Atenção com e-mails falsos!

E-mails de bancos, lojas com promoções e serviços

Elas seguem o mesmo molde das mensagens que são enviadas por bancos, corretoras de criptomoedas, lojas on-line ou outros serviços pela internet. Geralmente falam sobre bloqueios de conta, carteiras, compras indevidas ou outras atividades suspeitas com os dados do cliente.

Número do cartão de crédito, código de verificação, conta e senha são alguns dos dados que geralmente são pedidos pelos golpistas. Assim que os recebem, eles realizam saques das contas da vítima imediatamente.

E-mails falsos de… provedores de e-mails

Golpistas disparam mensagens em nome dos próprios provedores de e-mails para tentar descobrir nomes de usuários e senhas.

Eles usam como pretexto a necessidade de aumentar a capacidade das caixas de entrada, que estão supostamente cheias.

Golpe da herança

Trata-se de um dos tipos de spams mais antigos. A mensagem fala sobre a fortuna de um parente distante ou de um advogado que representa um milionário falecido que deixou uma herança milionária a você, mas ele pede um pagamento antecipado para lhe dar as informações para a obtenção desse dinheiro.

Os golpistas pedem diversos dados das vítimas, como nome, dados de passaporte, conta, entre outros, além de uma quantia em dinheiro para cobrir custos com documentação.

Como não se tornar vítima de criminosos?

A segurança é uma das principais preocupações da CoinBene, por isso, salientamos que, assim como todas as transações monetárias, criptomoedas também são visadas por criminosos.

As transações com moedas digitais são irreversíveis, ou seja, depois de realizar uma operação, os fundos saem do seu domínio não podem mais ser recuperados.

E a imutabilidade do protocolo pode favorecer uma pessoa má intencionada e para evitar que isso aconteça relacionamos algumas dicas para garantir sua segurança fora da plataforma, uma vez que aqui dentro você estará seguro. Confira:

  • Nunca dê acesso remoto a sua máquina para ninguém
  • Fique atento a erros gramaticais em e-mails ou sites
  • Mantenha o sistema operacional do seu computador sempre atualizado
  • Instale um antivírus na máquina e realize varreduras periódicas
  • Não clique em links recebidos por e-mail. Essa é uma das formas mais comuns de instalação de malwares em dispositivos por hackers
  • Verifique se os e-mails recebidos foram enviados por pessoas conhecidas. Pergunte se a mensagem foi realmente enviada por eles para não correr o risco de ler algo proveniente de um endereço comprometido
  • Evite fazer download de anexos recebidos por e-mail, pois os arquivos podem ser maliciosos
  • Confira se o endereço que você está acessando é mesmo da CoinBene. A maneira mais fácil de averiguar é observar se o ícone do cadeado aparece na barra de endereço
  • A CoinBene nunca pedirá sua senha ou os códigos gerados no Google Authenticator

Caso perceba alguma atividade incomum em sua conta, avise-nos para que possamos tomar medidas preventivas.

E confira no vídeo abaixo como configurar o Google Authenticator em sua conta.

Venha para a CoinBene!

Com mais de 200 ativos digitais em nossa plataforma, te ajudamos a conhecer o mundo muito além do Bitcoin. Cadastre-se grátis em nossa plataforma e vamos aos negócios!

Comentários

COMPARTILHAR
Redação CoinBene
Bem-vindo à (r)evolução do dinheiro. Sem notas, sem bancos, sem burocracia. Esse é o futuro!
Notícias relacionadas
Raiden, solução de escalabilidade do Ethereum, libera testnet
Super Game Chain
SGCC: negociação e retiradas suspensas temporariamente
Manutenção concluída
Feito! Manutenção em nossa plataforma é concluída