MERCADO

Coreia do Norte usa criptomoedas para arrecadar dólares

Tempo de leitura: 1 minuto

A Coreia do Norte está ampliando o uso de moedas digitais para contornar sanções econômicas, segundo estudo da consultoria americana Miranda FinIntel.

Os especialistas Lourdes C.Miranda e Ross Delston afirmaram em entrevista ao Asia Times que o país asiático está trabalhando com ativos já existentes e criando outros.

De acordo com os estudiosos, a facilidade de negociação das criptomoedas torna a vida da Coreia do Norte mais fácil quando o assunto é escapar das sanções. “Eles usam múltiplas empresas internacionais, misturando e mudando serviços… Espelhando-se no ciclo de lavagem de dinheiro… Para conseguir dólares em instituições financeiras”, comentaram.

Os norte-coreanos usam moedas já estabelecidas, como o Bitcoin, ou criam novas, facilitando que eles abram contas de forma anônima fora do país e ocultando sua localização, garantiu Miranda.

Conheça a CoinBene

Pretensões 

Quando questionados sobre uma possível manipulação de transações, os entrevistados disseram que o país poderia mudar as informações dos remetentes para fazer parecer que são fontes confiáveis.

Outro ponto levantado é que a maioria das hot wallets de moedas não exigem informações de identificação pessoal, o que em tese, colabora com as supostas pretensões do governo norte-coreano.

Comentários

COMPARTILHAR
Notícias relacionadas
NPXS
CoinBene apoia novo desbloqueio de NPXS
Mercado de criptomoedas atingirá US$ 80 tri em 15 anos, diz Tim Draper
Já ouviu falar de airdrop? A gente te explica!
Já ouviu falar de airdrop? A gente te explica!