MERCADO

CVM autoriza fundos a comprar ativos financeiros digitais

Tempo de leitura: 1 minuto

Depois de avaliar com cuidado a questão, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) publicou nesta quarta-feira, dia 19, uma circular na qual esclarece que fundos podem realizar investimentos indiretos em moedas digitais no exterior.

A instrução CVM no 555, em seus artigos 98 e seguintes, ao tratar do investimento no exterior, autoriza o investimento direto em criptoativos por meio, por exemplo, da aquisição de cotas de fundos e derivativos, entre outros ativos negociados em terceiras jurisdições, desde que admitidos e regulamentados naqueles mercados”, diz o documento.

No comunicado, a instituição ressalta ainda que é preciso tomar cuidado com a “lavagem de dinheiro, práticas não equitativas, realização de operações fraudulentas ou manipulação de preços, dentre outras”.

Para evitar o problema, a autarquia recomenda que os fundos invistam por meio de exchanges que estejam submetidas à supervisão dos reguladores.

Conheça a CoinBene

“Ainda sobre o tema da normalidade de funcionamento dos mercados em que são negociados os criptoativos e seus derivativos, é importante que o gestor verifique se o determinado não representa uma fraude, como, aliás, tem sido com grande recorrência, por exemplo, nas operações recentes de ICO pelo mundo”, diz a circular.

A CVM recomenda no documento que os fundos consultem a situação dos ativos que pretendem aplicar em índices de preços globalmente reconhecidos, elaborados por terceiros independentes, e que por sua vez, seja calculado com base em negócios efetivos.

Comentários

COMPARTILHAR
Notícias relacionadas
Bitcoin Cash passará por teste de estresse em setembro
Valor do Ormeus Coin (ORME) sobe nesta terça-feira
Shopcorn Coin (SHC) é listada em fintech global
SHC é listado em fintech global