SEGURANÇA E TECNOLOGIA

Empresa armazena DNA no blockchain do Ethereum

Tempo de leitura: 1 minuto

A cada dia que passa, novas funcionalidades são descobertas para o blockchain, seja para o mundo dos ativos financeiros digitais, da logística ou da ciência. Ciente disso, a empresa DNAtix, com sede em Los Angeles, realizou a primeira transferência de DNA do mundo com sucesso para o blockchain do Ethereum.

O genoma completo do vírus Enterobacteria phiX174 sensu lato foi transferido em um teste no blockchain do Ethereum, tornando-se o primeiro do mundo a ser armazenado dessa forma.

O que isso representa?

Com a realização desse procedimento, a companhia, que também é conhecida como “empresa genética do blockchain”, espera que seja aberto o acesso a dados e pesquisas para terceiros a fim de impulsionar desenvolvimentos, avanços em tratamentos e medicina preventiva para o benefício da humanidade.

Essa transferência de DNA na blockchain abre muitas portas para serviços médicos e companhias como a DNAtix, que desejam desenvolver ecossistemas globais autônomos, distribuídos e redundantes. Ou seja, através do Blockchain há um mundo de possibilidades e progresso para todo o universo.

Conheça a CoinBene

Se quiser comprar Ether ou outras criptomoedas de um jeito simples, é só contar com os serviços da CoinBene.

Comentários

COMPARTILHAR
Redação CoinBene
Bem-vindo à (r)evolução do dinheiro. Sem notas, sem bancos, sem burocracia. Esse é o futuro!
Notícias relacionadas
mercado automotivo blockchain
Mercado automotivo global de blockchain deve superar US$ 1,6 bi até 2026
NPXS
CoinBene apoia novo desbloqueio de NPXS
Tecnologia ganha “fiéis” com religião baseada em blockchain