MERCADO

Banco Mundial e FMI lançam criptomoeda interna

Banco Mundial e FMI lançam criptomoeda interna
Tempo de leitura: 1 minuto

Duas instituições mundiais econômicas se juntaram para lançar uma criptomoeda e uma blockchain privada, segundo o jornal Financial Times.

De acordo com a publicação, o Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional (FMI) anunciaram, em parceria, a criação de um ativo chamado Learning Coin, cujo propósito é viabilizar a equipes das duas organizações a entenderem melhor as criptomoedas e suas tecnologias.

A blockchain do criptoativo é privada e ele não será transacionado e nem terá valor de dinheiro.

A reportagem destaca que durante os testes, equipes do Banco Mundial e do FMI vão ganhar as criptomoedas conforme eles evoluírem e atingirem metas, como descobrindo como as moedas podem ser utilizadas na vida real, por exemplo.

Conheça a CoinBene

Após os testes, as instituições planejam usar blockchain para lançar contratos inteligentes, pensar em formas de combater lavagem de dinheiro e aprimorar a transparência nas atividades realizadas por elas.

FMI e as criptomoedas

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional, Christine Lagarde, demonstra ser a favor das moedas digitais.

Em um evento, a executiva destacou que os Bancos Centrais deveriam estudar o lançamento dos seus próprios criptoativos, além de ressaltar que eles podem garantir a inclusão ao sistema bancário de pessoas que atualmente não possuem acesso a esses serviços.

Lagarde também lembra que bancos devem se adequar às novas tecnologias, ressaltando que haverá uma “canibalização” das instituições que não enxergarem as inovações, enquanto as que aderirem conseguirão reduzir custos, agilizar transações e transmitir confiança aos seus usuários.

Além do otimismo da executiva, a própria comunidade cripto vem mostrando ao FMI que as moedas digitais devem se expandir nos próximos anos.

Uma enquete feita pelo perfil do Twitter @IMFNews perguntou aos internautas como eles acham que vão pagar pelo almoço em cinco anos. Quem venceu? As criptomoedas, com 56% dos votos.

Comentários

COMPARTILHAR
Redação CoinBene
Bem-vindo à (r)evolução do dinheiro. Sem notas, sem bancos, sem burocracia. Esse é o futuro!
Notícias relacionadas
Cotação do Tokenomy (TEN) tem leve alta nesta quinta-feira
Bitcoin encerra mês com pior desvalorização desde 2011
Bitcoin tem pior desvalorização mensal desde 2011
Sul-africanos queriam ter conhecido ativos digitais antes, diz estudo