MERCADO SEGURANÇA E TECNOLOGIA

Hard fork da rede Ethereum é adiado: saiba mais

Tempo de leitura: 2 minutos

Os desenvolvedores do Ethereum chegaram a um consenso e resolveram adiar para janeiro de 2019 o hard fork da rede que estava previsto para acontecer em novembro.

Chamada Constantinopla, a novidade foi testada pela primeira vez no testnet público em 13 de outubro. Ela estava programada para ser ativada no blockchain principal da rede até o final de novembro, mas após um encontro realizado em 19 de outubro, foi definido o adiamento.

Palavra dos especialistas

Um dos participantes da reunião afirmou que seria menos controverso mudar o termo de hard fork para update. Após a ativação do testnet da Constantinopla, a atualização parou por duas horas no último bloco antes de alcançar o de número 4.230.000 por divergências na validação da operação.

Segundo o desenvolvedor Alfri Schoeden, isso ocorreu por conta de uma questão de consenso que desencadeou uma “bifurcação de três vias” entre dois clientes da Ethereum.

Conheça a CoinBene

Ele ainda lembrou que o aumento adicional da potência causou redução nos tempos de bloqueio, o que tornou o hardfork mais demorado do que o esperado. Além disso, o procedimento foi realizado em um sábado, o que, segundo o desenvolvedor, é o pior período para uma atualização do tipo.

Schoeden também verificou que nenhum usuário estava explorando o bloco de Constantinopla, por isso que ocorreu o atraso de duas horas para o início do processamento do bloco 4.230.000.

Por conta dos problemas, o desenvolvedor Hudson Jameson também achou boa a ideia de outro colaborador da Ethereum, que sugeriu a realização de testes temporários em todo o sistema para realizar a transição para Constantinopla.

Segundo Jameson, se houver algo errado, toda a equipe de desenvolvimento perceberá rapidamente,

O hard fork Constantinopla é uma atualização que visa aumentar a eficiência da Ethereum, além de incluir planos de reduzir as recompensas de blocos para mineradores e introduzir mudanças no mecanismo de consenso da rede, o que tornaria toda a rede mais resistente a mineradoras ASIC, garantindo sua descentralização.

Não sabe o que é ETH? 

ETH é a sigla do ativo do Ethereum e nós o temos em portfólio. Cadastre-se grátis em nossa plataforma e tenha acesso ao mundo além do Bitcoin.

Comentários

COMPARTILHAR
Redação CoinBene
Bem-vindo à (r)evolução do dinheiro. Sem notas, sem bancos, sem burocracia. Esse é o futuro!
Notícias relacionadas
G20 se compromete com regulamentação das criptomoedas
G20 se compromete com regulamentação das criptomoedas
Mineração de criptomoedas pode consumir 0,5% da eletricidade global
China Bitcoin criptomoedas
China toma decisão importante em relação aos criptoativos