MERCADO SEGURANÇA E TECNOLOGIA

Hard fork da rede Ethereum é adiado: saiba mais

Tempo de leitura: 2 minutos

Os desenvolvedores do Ethereum chegaram a um consenso e resolveram adiar para janeiro de 2019 o hard fork da rede que estava previsto para acontecer em novembro.

Chamada Constantinopla, a novidade foi testada pela primeira vez no testnet público em 13 de outubro. Ela estava programada para ser ativada no blockchain principal da rede até o final de novembro, mas após um encontro realizado em 19 de outubro, foi definido o adiamento.

Palavra dos especialistas

Um dos participantes da reunião afirmou que seria menos controverso mudar o termo de hard fork para update. Após a ativação do testnet da Constantinopla, a atualização parou por duas horas no último bloco antes de alcançar o de número 4.230.000 por divergências na validação da operação.

Segundo o desenvolvedor Alfri Schoeden, isso ocorreu por conta de uma questão de consenso que desencadeou uma “bifurcação de três vias” entre dois clientes da Ethereum.

Conheça a CoinBene

Ele ainda lembrou que o aumento adicional da potência causou redução nos tempos de bloqueio, o que tornou o hardfork mais demorado do que o esperado. Além disso, o procedimento foi realizado em um sábado, o que, segundo o desenvolvedor, é o pior período para uma atualização do tipo.

Schoeden também verificou que nenhum usuário estava explorando o bloco de Constantinopla, por isso que ocorreu o atraso de duas horas para o início do processamento do bloco 4.230.000.

Por conta dos problemas, o desenvolvedor Hudson Jameson também achou boa a ideia de outro colaborador da Ethereum, que sugeriu a realização de testes temporários em todo o sistema para realizar a transição para Constantinopla.

Segundo Jameson, se houver algo errado, toda a equipe de desenvolvimento perceberá rapidamente,

O hard fork Constantinopla é uma atualização que visa aumentar a eficiência da Ethereum, além de incluir planos de reduzir as recompensas de blocos para mineradores e introduzir mudanças no mecanismo de consenso da rede, o que tornaria toda a rede mais resistente a mineradoras ASIC, garantindo sua descentralização.

Não sabe o que é ETH? 

ETH é a sigla do ativo do Ethereum e nós o temos em portfólio. Cadastre-se grátis em nossa plataforma e tenha acesso ao mundo além do Bitcoin.

Comentários

COMPARTILHAR
Redação CoinBene
Bem-vindo à (r)evolução do dinheiro. Sem notas, sem bancos, sem burocracia. Esse é o futuro!
Notícias relacionadas
BCs devem acompanhar economia de serviços digitais, afirma FMI
Endereços de BTC
Malware altera endereços de Bitcoin para roubar fundos
Cosmo Coin COSM
COSM, token da Cosmochain, apresenta alta nesta quinta-feira