É CURIOSO

Tudo o que você precisa saber sobre o lastro do Bitcoin

Lastro das criptomoedas
Tempo de leitura: 2 minutos

Um dos maiores tabus em relação ao Bitcoin e as demais criptomoedas chama-se lastro. Já ouviu falar disso? Se nunca ouviu falar, a gente te explica tudo o que você precisa saber sobre o lastro do Bitcoin.

A história do lastro econômico

Lastro é a garantia implícita de um ativo. Antigamente as moedas tinham suas garantias por bens valiosos, como reservas de ouro, por exemplo. Se ela perdesse valor, seus proprietários poderiam resgatá-la em troca desse ouro.

Porém, com o passar dos anos, esse conceito foi deixado de lado e as moedas passaram a ter como lastro a confiabilidade que elas possuem perante os mercados.

O dólar, por exemplo, é uma das moedas fiduciárias mais confiáveis por causa de sua reputação perante ao mercado financeiro, além da estabilidade econômica apresentada pelos EUA ao longo dos anos. Ou seja, como a moeda detém boa reputação, ela é considerada estável e valiosa.

Conheça a CoinBene

Como o Bitcoin é lastreado?

O Bitcoin não possui lastro. O que mantém a criptomoeda viva é apenas a existência de muitas pessoas dispostas a pagar por ela. E isso não vale apenas para a criptomoeda mais famosa do mercado.

Nenhuma moeda fiduciária possui algum lastro, a não ser a confiança que determinado público ou nação ao aceitá-la como meio para pagamento de dívidas.

O mito do dólar lastreado pelo ouro

A garantia de conversibilidade da moeda americana em ouro, informalmente chamada de lastro, era oferecida pelo governo dos EUA até 1971, quando ela foi extinta pelo presidente Richard Nixon.

Comentários

COMPARTILHAR
Notícias relacionadas
Tecnologia ganha “fiéis” com religião baseada em blockchain
Fundador do eCash entra no mundo das criptomoedas
Wozniak blockchain
Steve Wozniak se envolve pela primeira vez com projeto blockchain