EDUCAÇÃO SEGURANÇA E TECNOLOGIA

Veja como não se tornar vítima de cibercriminosos

Tempo de leitura: 2 minutos

A segurança é uma das principais preocupações da CoinBene, por isso fizemos esse artigo para salientar que, assim como todas as transações monetárias, elas são visadas por criminosos.

As transações com moedas digitais são irreversíveis, ou seja, depois de realizar uma operação, os fundos saem do seu domínio não podem mais ser recuperados.

A imutabilidade do protocolo pode favorecer uma pessoa má intencionada e para evitar que isso aconteça relacionamos algumas dicas para garantir sua segurança fora da plataforma, uma vez que aqui dentro você estará seguro. Confira:

  • Nunca dê acesso remoto a sua máquina para ninguém
  • Fique atento a erros gramaticais em e-mails ou sites
  • Mantenha o sistema operacional do seu computador sempre atualizado
  • Instale um antivírus na máquina e realize varreduras periódicas
  • Não clique em links recebidos por e-mail. Essa é uma das formas mais comuns de instalação de malwares em dispositivos por hackers
  • Verifique se os e-mails recebidos foram enviados por pessoas conhecidas. Pergunte se a mensagem foi realmente enviada por eles para não correr o risco de ler algo proveniente de um endereço comprometido
  • Evite fazer download de anexos recebidos por e-mail, pois os arquivos podem ser maliciosos
  • Confira se o endereço que você está acessando é mesmo da CoinBene. A maneira mais fácil de averiguar é observar se o ícone do cadeado aparece na barra de endereço
  • A CoinBene nunca pedirá sua senha ou os códigos gerados no Google Authenticator
  • Caso perceba alguma atividade incomum em sua conta, avise-nos para que possamos tomar medidas preventivas

Atente-se aos sinais

Veja alguns sinais que podem indicar riscos à sua segurança:

Conheça a CoinBene
  • E-mails que parecem ter sido enviados pela CoinBene, mas que possuem diferenças sutis nos endereços com trocas de letras por outras semelhantes. Por exemplo: sac@coimbene.com.br, o nome da empresa está com “m” e não com “n”.
  • Sites idênticos ao da CoinBene com erros de grafia ou ofertas de rentabilidade sobre as moedas adquiridas
  • Serviços de terceiros que podem utilizar o nome da empresa sem autorização oferecendo lucros irreais ou solicitando envio de fundos

Fique atento, ative o quanto antes o seu Google Authenticator e troque periodicamente as suas senhas para não se arrepender depois.

Comentários

COMPARTILHAR
Redação CoinBene
Bem-vindo à (r)evolução do dinheiro. Sem notas, sem bancos, sem burocracia. Esse é o futuro!
Notícias relacionadas
Operações de BCHABC e BCHSV são liberadas
Operações de BCHABC e BCHSV são liberadas
Peter Gabriel
Peter Gabriel, da banda Genesis, se une à empresa de blockchain
Kanguru
Cidade australiana passa a aceitar criptomoedas para incentivar turismo