SEGURANÇA E TECNOLOGIA

Proof-of-capacity promete democratizar a mineração

Tempo de leitura: 2 minutos

Você já compreendeu como funciona a mineração por Proof-of-Work (PoW) e por Proof-of-Stake (PoS), mas ainda existe outra forma que não é muito conhecida chamada Proof-of-Capacity.

Diferentemente do PoW e do PoS, o Proof-of-Capacity (PoC) não requer o uso de funções hash, ou seja, uma funçao unidirecional que permite a inserção de informações e de cálculo do hash, com alto nível de dificuldade para obter o hash e determinar os arquivos originais.

Em suma, ao invés de alterar os números do cabeçalho e no hash do bloco para encontrar a solução por meio de infinitas tentativas, a PoC (prova de capacidade, em português) envolve o cálculo e o armazenamento de soluções no computador antes mesmo de iniciar a mineração.

Obviamente que algumas soluções serão mais rápidas que as outras. Caso o disco rígido da sua máquina tenha mais espaço disponível e dê a resposta mais ágil para o quebra-cabeça composto pelo bloco mais recente, você fatura o bloco.

Conheça a CoinBene

O tempo dos blocos é de, em média, 4 minutos, e as soluções devem ser salvas no disco rígido antes da criaçao do próximo bloco.

Partes distintas

O PoC é dividido em duas partes: a plotagem e a mineração real dos blocos.

Dependendo do tamanho de seu HD, pode levar dias ou até semanas para criar arquivos de plotagem exclusivos da sua máquina, pois ela também usa um hash muito lento conhecido como Shabal.

Esses hashes são extremamente difíceis de serem calculados, assim o sistema os pré-calcula e armazena-os em seu disco rígido, processo conhecido como plotagem.

Os mineradores plotam seu computador e salvam os resultados podendo continuar utilizando-os em cada bloco sem a necessidade de manter diversas máquinas ligadas incessantemente.

A mineração com PoC é o ato de usar esses HD plotados para alimentar a rede. Os mineradores validam as operações realizadas em cada máquina e as enviam para os blocos seguindo um conjunto de regras determinadas previamente.

Resumidamente, quanto mais espaço no disco rígido você oferta para a rede, mais poder e “recompensas” recebe.

Essa tecnologia apesar de promissora, uma vez que facilitaria a entrada de mineradores já que não gasta muita energia e nem precisa de tanto poder computacional, é recente e ainda nao foi amplamente testada tanto que apenas uma altcoin a utiliza atualmente, a Burst Coin.

Comentários

COMPARTILHAR
Redação CoinBene
Bem-vindo à (r)evolução do dinheiro. Sem notas, sem bancos, sem burocracia. Esse é o futuro!
Notícias relacionadas
Teste de software da Ripple é concluído com sucesso
Nebula AI (NBAI): a terceira geração do blockchain
Com queda do mercado, mineradoras encerram operações
Mineradoras encerram operações com recentes quedas do mercado