SEGURANÇA E TECNOLOGIA

Parceria usa blockchain para oferecer crédito em país africano

Tempo de leitura: 1 minuto

A tecnologia blockchain chegou para revolucionar o mundo, inclusive o atual mercado financeiro. Ciente disso, o governo de Serra Leoa firmou uma parceria com a Organização das Nações Unidas (ONU) e a empresa tecnológica Kiva para criar uma agência nacional de crédito baseada na tecnologia.

O projeto foi apresentado pelo presidente de Serra Leoa, Julius Maada Bio, em 27 de setembro, durante a 73ª edição da Assembléia Geral da ONU.

Segundo Maada Bio, a iniciativa está pronta para transformar radicalmente o cenário de inclusão financeira do país. Ela é baseada em um sistema de livro-razão distribuído (DLT), apelidado de Protocolo Kiva, que foi projetado para criar um sistema nacional seguro de identificação digital para todos os cidadãos do país.

Seu propósito é enfrentar duas grandes barreiras que impedem que a população de Serra Leoa tenham acesso a serviços financeiros, que são: a falta de um histórico de crédito e identificação formal dos cidadãos.

Conheça a CoinBene

Por meio do Protocolo Kiva, pessoas sem conta bancária poderão usufruir de serviços financeiros que precisam, inclusive empréstimos, educação e serviços médios básicos.

A tecnologia baseada em blockchain garante que os cidadãos possam manter a propriedade segura e completa de seus dados e informações pessoais, pois ele oferece uma alternativa ao armazenamento de dados de identidade em um sistema de dados centralizados.

Para Xavier Michon, vice-secretário executivo do Fundo de Desenvolvimento de Capital da ONU, o novo sistema pode servir de modelo tanto para países desenvolvidos quanto para os que estão em desenvolvimento, tornando-se uma das ferramentas de crédito mais avançadas e seguras existentes.

Comentários

COMPARTILHAR
Notícias relacionadas
Cidade japonesa Tsubasa
Cidade de Tsubasa, no Japão, testa sistema de votação por blockchain
Ex-CEO de gigante da tecnologia exalta Ethereum
Ex-CEO de gigante da tecnologia exalta Ethereum
Montadoras criam grupo de estudo de inovação