MERCADO

Suspeitas sobre Petro se confirmam e “risco Venezuela” cresce

Tempo de leitura: 1 minuto

Aquilo que a maioria dos entusiastas suspeitavam acaba de ser confirmado por um dos desenvolvedores da Ethereum: a Petro (PTR), moeda digital estatal da Venezuela, é uma cópia de outra criptomoeda.

Segundo Joey Zhou, a criptomoeda venezuelana é similar a Dash (DASH) e não difícil notar suas principais características ao ler o projeto da Petro, pois o ativo também diz ter envio instantâneo, combinação de consensos, master nodes, algoritmo de mineração X11, entre outros.

O desenvolvedor lembra que existem informações no white paper da Petro que foram retiradas dos documentos sobre a Dash e o Bitcoin. 

Com as suspeitas confirmadas, os reflexos sobre o ativo e sobre a economia venezuelana podem ser ainda mais devastadoras, estimam analistas.

Conheça a CoinBene

Vem pra cá!

Ainda não conhece o Ethereum? A CoinBene apresenta esse e inúmeros outros ativos em uma plataforma intuitiva e totalmente em português. Confira nosso site e conheça o mundo muito além do Bitcoin com as melhores taxas do país!

Lançamento do Petro

Considerada a primeira criptomoeda estatal do mundo, o Petro foi lançado pelo governo como uma alternativa oficial para escapar das sanções impostas pelos EUA.

O novo White Paper, porém, não é mais totalmente apoiado no barril do petróleo. Em vez disso o suporte foi distribuído em 20% de ouro, 20% de ferro, 10 % de diamante e 50% apoiada no combustível fóssil.

O presidente Nicolás Maduro anunciou que as vendas oficiais do ativo começam em 5 de novembro. Ele ressalta que todos os venezuelanos terão acesso ao Petro e, por meio dele, poderão fazer compras internacionais

Comentários

COMPARTILHAR
Notícias relacionadas
Uso de Bitcoin Cash diminui entre entusiastas de moedas digitais
Valor do Shivom (OMX) tem alta exponencial nesta terça-feira
pares
CoinBene removerá três pares de negociação até domingo