MERCADO

Transferir BTC é mais barato do que enviar dinheiro por bancos

Tempo de leitura: 2 minutos

Transferir Bitcoin custa 300 vezes menos do que transferir dinheiro via sistema bancário tradicional, segundo um estudo feito pelo site News BTC.

Para realizar o levantamento, o site considerou as taxas do Bank of America, avaliado em US$ 32 bilhões.

A instituição americana cobra US$ 30 para transferências bancárias domésticas e US$ 35 para transferências internacionais enviadas em moedas estrangeiras. A pesquisa revela que bancos lucram 83% em cima dos clientes.

As transferências internacionais passam por um intermediário antes de chegar à instituição financeira de destino. Para realizar o levantamento, o site utilizou a ferramenta de transferência de fundos Fedwire, operada pelo Fed dos EUA, que cobra uma taxa de US$ 0,25 a cada transação.

Conheça a CoinBene

Se descontarmos esse valor, os bancos lucram cerca de US$ 29,75 a cada operação, o que significa uma margem de lucro de 83% por operação.

Operações com BTC

Segundo o levantamento, a maior taxa de transação de Bitcoin da história foi aplicada entre novembro e dezembro de 2017, período em que a demanda pela moeda cresceu demais, assim como o interesse do público pelas demais altcoins.

Nesse período, o preço do Bitcoin se aproximou dos US$ 20 mil, enquanto o mercado de criptoativos quase atingiu US$ 1 trilhão.

Os principais ativos se preparavam para enfrentar problemas do novo mercado, a escalabilidade, já que os principais ativos digitais não estavam preparados para lidar com milhares de operações por dia.

Porém, a comunidade aproveitou o período de baixa do mercado e os desenvolvedores desses ativos trabalharam no aspecto da escalabilidade das redes públicas do blockchain. Atualmente o BTC integra o SegWit e o Lighting Network, enquanto a ETH deve implementar o Sharding e o Plasma para ampliar a capacidade de transação nas redes.

Essas melhorias ajudaram a baratear os custos das operações. A taxa de transação do Bitcoin caiu para menos de US$ 1 e a taxa média oscilou US$ 0,10 ao ano, valor que representa apenas 40% da taxa base do Fedwire e 300 vezes mais barata do que a transferência bancária dos principais bancos dos EUA, mostra o levantamento.

O valor da transação no mercado de criptoativos não altera ou afeta a taxa e os usuários sempre pagarão o mesmo, seja para US$ 1 milhão em BTC ou para o pagamento de um café, desde que o tamanho de entrada e de saída seja o mesmo, enquanto no mercado tradicional, para enviar US$ 1 milhão, os usuários terão que cobrir milhares de dólares para garantir o pagamento, conclui o estudo.

Comentários

COMPARTILHAR
Notícias relacionadas
Storiqa (STQ): a rede do e-commerce próprio
Alemães se mostram otimistas com criptomoedas
Cotação Arcblock
Valor do Arcblock recua mais de 9% nas últimas 24 horas